Teatro das Figuras

MARÍA JOSÉ LLERGO

Sábado

29 de maio de 2021

SANACIÓN

 

Almas quebradas não curam tão bem quanto ossos fraturados. Os processos de cura emocional são mais estranhos, mais pessoais e implicam uma estabilidade sempre temporária que é difícil de alcançar. María José Llergo (nascida em Pozoblanco, Córdoba, 1994) gravou um álbum de estreia —Salvación— que representa a viagem pelo seu próprio processo de cura. Este é um EP de sete faixas com músicas lançadas anteriormente e adicionando faixas essenciais, incluindo "Soy como el oro" - a única letra tradicional do álbum, típica dos 'tonás' ou 'cantes de trilla' que nos lembra que amar a si mesmo é também prestar atenção ao que mais nos dói.

“É neste álbum que canto o meu processo de cura. É um álbum conceptual: faixa por faixa, eu abordo questões que me incomodam ou me magoam e tento canalizá-las para a beleza, para que a dor não me destrua ou me torne numa pessoa pior. Estou a começar a minha carreira e adoraria que fosse longa, precisava de me curar antes de estar pronta para me dedicar à música. É como quando amamos alguém: primeiro, precisa amar-nos a nós próprios”, diz ela.

Além do compromisso com as próprias raízes, María José Llergo também faz outra descoberta vital: a meditação, que faz parte de seu quotidiano há alguns anos e sem a qual o álbum seria incompreensível. Seu "Flamenco bastardo" é ainda mais mântrico agora: a sua voz surge em primeiro plano, doce e profunda, flutuando na música eletrónica etérea e ambiental. É um som que embeleza sintagmas curtos e contundentes que levam ao transe.

 

Ficha artística e técnica:

Voz: Maria José Llergo

Guitarra: Paco Soto

Teclado e sintetizadores: Miguel Grimaldo

Técnico de som: Alfonso Tejedor

Management: Laura Llamas

 

Duração: 80/90 minutos

Classificação etária: maiores de 6 anos

Preços: € 12,00

 

Produção: Teatro das Figuras